quinta-feira, dezembro 13

ALFABELETRAR I E II ETAPA POLO DE JUARA

Os encontros formativos do programa “Alfabeletrar: Jornada de Mato Grosso” no Polo de Juara tiveram início na última semana de agosto e se encerraram nesta quarta-feira, dia 12 de dezembro. Participaram dos encontros educadores do município de Juara, Porto dos Gaúchos e Tabaporã. A Jornada visa intensificar o trabalho pedagógico com formação de professores regentes (que atuam em sala de aula), articuladores e coordenadores que atuam no 1º ciclo (06 a 08 anos), nas unidades estaduais e municipais. Os encontros formativos aconteceram em 2 etapas presenciais totalizando 80 horas. Os temas trabalhados durante as 40h presenciais de Matemática foram: “A leitura e escrita em Matemática”, “Operações com Números Naturais”, “Resolução de Problemas”, “Espaço e Forma”, “Fração”, “Planejamento e Avaliação”. E na área de Linguagem, trabalhamos com “Alfabetização e Letramento”, “Gêneros Textuais /Discursivos”, “Métodos de Alfabetização”, “Psicogênese da Língua Escrita”, “Planejamento e Avaliação”. Durante as formações os educadores tiveram a oportunidade de refletir sobre o processo de ensino e aprendizagem, socializar experiências, avaliar algumas metodologias de ensino e ainda conhecer algumas sugestões de jogos e estratégias para o desenvolvimento de capacidades imprescindíveis para o 1º ciclo. Ainda como parte das estratégias de formação, tivemos também  atividades não presenciais, que consistem na seleção, planejamento e elaboração de relatório de algumas atividades e estratégias didáticas sugeridas durante os encontros e aplicadas em sala de aula.
Com base nas avaliações dos encontros realizadas pelos educadores, estes momentos foram de grande valia para o aprimoramento de sua prática, pois proporcionaram subsídios pedagógicos para aprimorar as metodologias de ensino.
Agradecemos a todos (as) pelo comprometimento e empenho com o qual realizaram esta formação. Sabemos que dentre tantas atribuições não é fácil reservar ainda um tempo para relatar suas ações, mas percebemos que muito mais do que uma função burocrática, estas nos possibilitaram a reflexão e aprimoramento de nossa prática pedagógica. Parafraseando Paulo Freire “Não é no silêncio que os homens se fazem, mas na palavra, no trabalho, na ação-reflexão”.
video

segunda-feira, agosto 27

REALIZADO COM SUCESSO O SEMINÁRIO REGIONAL: COMPLEXO TEMÁTICO EM FOCO- ORIENTAÇÕES CURRICULARES PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA DE MATO GROSSO

REALIZADO COM SUCESSO O SEMINÁRIO REGIONAL DAS ORIENTAÇÕES CURRICULARES PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA DE MATO GROSSO











De 20 a 24 de agosto o CEFAPRO/polo de JUARA trabalhou com profissionais representantes de todas as escolas estaduais e das secretarias municipais de educação. Participaram do seminário, coordenadores pedagógicos e professores das redes estadual e municipal, totalizando 107 profissionais de todo o polo.
Contamos também, na abertura do evento, com autoridades educacionais do polo, dentre elas, todos os(as) secretários(as) municipais de educação.
O Seminário foi realizado com o intuito de desenvolver subsídios para consolidar mudanças e inovações educativas, visando uma educação que se protagonize, totalmente humana e inclusiva.
A palestra: Que projeto de Educação Pública atende ao atual contexto? proferida pela professora Rosa Neide Sanches de Almeida, Assessora Especial de Políticas Educacionais da SEDUC, marcou a abertura do evento.
Durante a palestra, a professora Rosa Neide destacou a importância dos educadores trabalharem de acordo com a contemporaneidade, partindo da vivência de cada educando, do que lhe é importante, respeitando suas fases de desenvolvimento, entendendo seus desejos e trabalhando através deles.
Para aprofundar os conceitos sobre essa forma de organizar o ensino, a equipe do Cefapro promoveu reflexões sobre: Complexo Temático, Investigação sócioantropológica, Fenômeno, Campo Conceitual, Eixos e Capacidades.
Durante o seminário, os participantes em GTs, discutiram a caracterização da área em que atuam e de cada ciclo de formação. Os profissionais do CEFAPRO mediaram às atividades, de maneira que as Orientações Curriculares e a forma de organizar o ensino em Complexo Temático tornem-se parte da bagagem teórica e prática de nossos profissionais da educação. As diretrizes contidas em nossas concepções educacionais devem ser vistas como possibilidades, para que cada unidade escolar construa a sua identidade.
 O evento foi finalizado na tarde da sexta-feira com a elaboração e socialização de Estratégias para Desenvolvimento do Complexo Temático, ou seja, da proposta pedagógica que se aproxime da realidade social a ser entendida e melhorada, por cada grupo de profissionais das escolas presentes.

quinta-feira, agosto 16

Escola Luiza Nunes Bezerra tem MAIOR IDEB do Estado

Parabéns a todos os profissionais que atuam na escola Luiza Nunes Bezerra de Juara, pelo compromisso e dedicação em prol de uma educação com qualidade. A todos àqueles que dedicam horas e horas do seu dia, além de suas cargas horarias previstas, àqueles que dedicam seu trabalho com amor e sabedoria às suas crianças, àqueles que olham para suas crianças e jovéns e respeita-os nas suas diversidades, enchergando-os como pessoas completas(biológico, orgânico, sentimento, cognitivo...), a vocês companheiros que a anos lutam com dedicação e afinco.É chegada a hora de colher o que ha anos veem semeando. Parabéns a todos e todas da "FAMÍLIA" ESCOLA LUIZA NUNES BEZERRA.

sexta-feira, julho 20

VII SEVA - 18 a 21 DE SETEMBRO

VALE DO ARINOS 

É UMA OPORTUNIDADE INCRÍVEL 

PARTICIPAR DE MOMENTOS 

EM QUE A EDUCAÇÃO E AS VIVÊNCIAS PEDAGÓGICAS 

SÃO O FOCO DAS DISCUSSÕES.

 INSCRIÇÕES ATÉ O DIA 30 DE JULHO

ANIMEM-SE A ESCREVER, 
                                             ORGANIZEM-SE 
                                                                           E PARTICIPEM 

 VII SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO DO VALE DO ARINOS


ACESSEM







quinta-feira, junho 21

Cefapro de Juara realiza a I Reunião do FOMPEPE- Fórum Municipal Permanente de Educação Paz na Escola

I Reunião do FOMPEPE- Fórum Municipal Permanente de Educação Paz na Escola


Ação Coletiva
CEFAPRO & Assessoria Pedagógica& Secretaria Municipal & Escolas & Instituições & Sociedade civil organizada

A violência tem se constituído num grave problema social em nosso estado e no mundo. Cada vez mais, escolas, alunos, professores e comunidades sofrem seus reflexos, o que requer do governo e da sociedade civil respostas firmes, eficazes e continuadas.
A complexidade deste problema exige programas e ações intersetoriais coletivas (educação, segurança pública, saúde, direitos humanos, assistência social, e outros), que sejam planejadas, gestadas, monitoradas e avaliadas no âmbito governamental, mas com a participação efetiva dos representantes da sociedade.
 Considerando a necessidade urgente de contribuir para a Paz nas Escolas e na sociedade, o objetivo do  FOMPEPE é o de identificar situações de conflitos e violência que atingem diretamente a escola ou seu entorno, levantar e desenvolver ações o seu enfrentamento.


DIAGNÓSTICO
F1. Mapeamento da violência nas escolas/ entorno
Especificação – Frequência- Vítimas- agressores

F2. Principais consequências da violência na escola (e entorno)/ para a escola
Especificação- Consequências

F3. Causas da violência/fatores de risco
Especificação- Causas da violência/ fatores de risco

F4. Medidas adotadas/ em andamento

Especificação:
F.4.1. Medidas de Prevenção
Medidas- Efetividade (alta, baixa, média)- O que tem falhado- O que tem dado certo
F4.2. Medidas de repressão
Medidas- Efetividade (alta, baixa, média)- O que tem falhado- O que tem dado certo
F4.3. Medidas de apoio/ amparo a vítimas
Medidas- Efetividade (alta, baixa, média)- O que tem falhado- O que tem dado
F5.1. Medidas propostas de prevenção

Medidas - Responsabilidade (quem)
F5.2. Medidas propostas de repressão Medidas –Responsabilidade (quem)
F5.3. Medidas propostas de apoio/ amparo a vítimas .Medidas - Responsabilidade (quem)





quarta-feira, junho 20

Currículo e conhecimento pedagógico ofertado aos estudantes é discutido pela Seduc


A criação de mecanismos de organização dos conteúdos curriculares e do conhecimento pedagógico que é ofertado nas 737 Escolas Estaduais de Mato Grosso está em estudo por cerca de 60 servidores da Secretaria de Estado de Educação (Seduc). O grupo está reunido desde segunda-feira (18.06) no Hotel Mato Grosso Palace, em Cuiabá, onde participam de formação com o mestre em Currículos e diretor pedagógico do Rio Grande do Sul, Silvio Rocha.
De acordo com a superintendente de Formação da Seduc, Ema Marta Dunck Cintra, os profissionais da Secretaria terão a missão de repassar os conhecimentos, adquiridos na atividade, aos 400 profissionais da Educação que atuam nos Centros de Formação e Atualização de Professores (Cefapros) que se reunirão na capital, entre os dias 09 e 13 de julho. Em seguida esses repassarão os conhecimentos adquiridos para os educadores das unidades de ensino.
No encontro atual, Silvio Rocha trabalhará com os educadores até a quarta-feira (20.06) e na quinta e sexta-feira (21 e 22.06), eles em conjunto com a Superintendência de Formação irão preparar o Encontro com os servidores dos Cefapros. Conforme a coordenadora de Formação e Avaliação dos Centros, Josemar Miranda Ferreira, a atual semana de atividades é o início de um processe de formação dos profissionais da educação do Estado com o intuito de colocar em prática nas Escolas, as orientações curriculares lançadas este ano.
“Com o lançamento das orientações, a Seduc estabeleceu uma série de concepções educacionais que devem ser implementadas pelas Escolas. Essas concepções precisam ser inseridas nos currículos das unidades de ensino. Para isso precisamos criar mecanismos que auxiliem nessa tarefa. Essas formações visam o estabelecimento dessas ferramentas”, disse.
Complexos Temáticos
O principal alvo de estudos dos educadores são os Complexos Temáticos, que segundo Silvio Rocha trata-se de um sistema de organização dos programas escolares. “Nesses três dias de estudos estamos demonstrando aos profissionais da Seduc como se monta um complexo temático. Além da parte teórica eles estão realizando atividades em grupo na montagem de currículos organizados, interdisciplinares e integrados”, disse.
Para se montar o complexo temático, as Escolas precisam levar em consideração os conhecimentos acumulados pelos alunos e pela comunidade. “Nesse sentido, os professores e a direção da escola devem pensar, em conjunto, a escolha dos conteúdos que atendam as necessidades formativas de cada aluno. Esses conteúdos precisam conter as concepções estabelecidas nas orientações curriculares do Estado e do país. A partir daí devem traçar as formas de execução, ou seja, de repassá-lo aos alunos em sala de aula. Isso quer dizer que, a escolha do conteúdo, a elaboração do plano de trabalho e a execução significa um complexo temático”, explicou.
Para a assessora técnica da Coordenadoria de Ensino Fundamental da Seduc, Luciane de Almeida Gomes, o aprendizado desse mecanismo vai facilitar o trabalho das Escolas na organização dos currículos. “Para se construir os curriculos cada escola terá que conhecer a realidade de seus alunos, e para se fazer isso há necessidade de trabalho conjunto que envolva toda a comunidade. Com o conhecimento da realidade e seguindo o que é proposto poderão escolher os melhores conteúdos e organizá-los de maneira integrada de modo que atenda as necessidades dos estudantes de forma mais efetiva”, finalizou.
VOLNEY ALBANOAssessoria/Seduc-MT

Fonte: http://www.seduc.mt.gov.br/conteudo.php?sid=20&cid=12475&parent=20

quinta-feira, junho 14

Gestão Escolar disponibiliza legislações e normas da Educação Básica

Gestão Escolar disponibiliza legislações e normas da Educação Básica


A Superintendência de Gestão Escolar, por meio da coordenadoria de Legislação e Normas, disponibiliza no site da Seduc, dentro do link “Normas e Legislações”, todas as legislações vigentes, pertinentes a Educação Básica para consulta dos Cefapros, Assessorias Pedagógicas, escolas e público em geral. O objetivo dar subsídios as tomadas de decisões com o devido amparo legal. O material estará disponível permanentemente e será atualizado sempre que houver alterações legislativas.

Acesse todas as legislações em:
www.seduc.mt.gov.br/conteudo.php?sid=468

domingo, junho 3

Cefapro de Juara realizou o 1º Encontro de Gestores de 2012

 
 O Cefapro de Juara realizou nos dias 30 e 31/05, o 1º Encontro de Gestores do ano 2012,  “Gestão e Identidades: Práticas Educacionais colaborativas no Vale do Arinos”, com o objetivo principal de contribuir para o trabalho coletivo das práticas administrativas e pedagógicas institucionais, buscando ampliar a gestão democrática consciente. Participaram do encontro diretores e coordenadores das escolas estaduais do polo do CEFAPRO de Juara,  assessores pedagógicas de Juara,  Porto dos Gaúchos e Tabaporã e representantes das secretarias municipais de  Juara, Novo Horizonte e  Porto dos Gaúchos.

Com uma programação intensa, os participantes tiveram a oportunidade de prestigiar, na abertura do encontro, algumas palestras de gestores locais como:  Política de Formação Continuada do Estado de Mato Grosso: O papel do Cefapro e das Instituições Escolares na sua Implementação, proferida pela Profa.  Rosana Maria Christofolo da Silva - Diretora do Cefapro de Juara;  Desafios Educacionais para Gestores, conduzida pela Profa. Maria Lucia da Silva - Assessora Pedagógica do município de Juara.

Ainda tivemos a presença das professoras Izolda Strentzke, assessora técnica-pedagógica da SUFP, e Luciane de Almeida Gomes - assessora técnico-pedagógica da  SUEB,  superintendências da SEDUC. Luciene tratou da Organização do Tempo e do Espaço Escolar e suas Implicações na garantia da Implementação da Proposta Educacional do Estado de Mato Grosso, momento em que os participantes puderam externar suas dúvidas e angústias, no sentido de conseguir saídas legais e possíveis para as questões cotidianas da escola e que merecem ser tratadas com compromisso por todos.

Um ponto alto do encontro, dentre outros, foram as apresentação trazidas pelas  escolas, destacando os avanços de cada unidade com a execução de projetos de aprendizagem e o de formação – Sala de Educador.

 De maneira breve, no final do encontro, os professores formadores, Dirlei Perin e Sibeli Lopes,  apresentaram alguns aspectos comuns das escolas, localizados no GED (Gestão Educacional) após mapeamento feito das escolas por cada formador referência, e que merecem atenção de todos, no sentido de pensar soluções internas e macros para atacar as problemáticas indicadas.

As avaliações dos participantes demonstraram a validade do encontro e foram comuns pedidos de continuidade desse tipo de formação, com maior freqüência inclusive.

A equipe do Cefapro agradece a tod@s que participaram da formação.

sexta-feira, junho 1

Escola Luiza é reconhecida a nível nacional

A Escola Luiza Nunes Bezerra teve um dos Seus Projetos reconhecido a nível nacional!
O Projeto intitulado "Nossas Mãos Podem Salvar o Planeta" realizado a vários anos pela escola Luiza, coordenado pela professora Eleni Lucia Jung Damaceno e práticado pelo coletivo da escola, foi classificado como 1º lugar do Brasil pelo Instituto Akatu. A coordenadora do Projeto foi contemplada, juntamente com 5 alunos a serem sorteados entre os  participantes do projeto, com uma viagem para Triunfo-RS a fim de conhecer a fábrica de "Plastico Verde" e a escola gravará uma entrevista em video que sera divulgada em rede nacional.

Escolas de Juara recebem financiamento de Projetos

As Escolas Estaduais Luiza Nunes Bezerra e Iara Maria Minotto Gomes tiveram projetos aprovados e financiados pela SEDUC.
  •  EE LUIZA NUNES BEZERRA AS NOSSAS MÃOS PODEM SALVAR O PALNETA R$ 6.400,00 R$ 1.600,00 SELECIONADO




  •  EE IARA MARIA MINOTTO GOMES HORTA ESCOLAR - MANUTENÇÃO R$ 1.500,00 SELECIONADO
Nós, profissionais do Cefapro, parabenizamos vocês pela iniciativa e dedicação em pról de uma Educação com mais qualidade.

sexta-feira, maio 25

Aluna em Juara da Escola Iara, Stefane, ganha bicicleta em concurso estadual de redação
Imagem:Fablicio Rodrigues/ALMT



O tema do concurso foi adoção e o evento faz parte da semana de comemoração da Campanha de Adoção

SANDRA COSTA



Solenidade de premiação do Concurso de Redação com o alusivo à adoção.


A estudante Stefane Cauane Amorim, 11 anos, que cursa o segundo ciclo, terceira fase da escola estadual Iara Maria Minotto Gomes em Juara, foi uma das vencedoras do Concurso de Redação promovido pela Associação Mato-grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (Ampara) e o Tribunal de Justiça.  Na manhã desta sexta-feira (25.05), a jovem esteve na Assembleia Legislativa em Cuiabá, 700 quilômetros de sua cidade para receber a premiação.

Na categoria sexto ano, Stefane ganhou uma bicicleta. “Vi que o tema era adoção e tive uma vontade de escrever. Estou empolgada e muito feliz por ter vencido”, resumiu a estudante, timidamente. Orgulhosa, a mãe Edna Amorim, que é técnica de desenvolvimento infantil, revela que a filha é esforçada e gosta muito de escrever e da literatura. “Fico muito feliz. Considero o tema de muita importância para conscientizar as pessoas de que adotar é um ato de amor e carinho”, afirmou.

Ano passado, Stefane foi eleita na escola aluna 100% e destaque. Para a coordenadora pedagógica, Liliane Lins, foi uma grata surpresa a premiação. “Ficamos sabendo do concurso pelo site e é maravilhoso divulgar o nome da nossa escola, que é uma escola do interior”, ressaltou a coordenadora.

Representando a Sala da Mulher da Assembleia Legislativa, Janaína Riva parabenizou a iniciativa por se tratar de um tema muito polêmico para se introduzir nas escolas. Na oportunidade, leu a redação de Stefane, que é de sua cidade. “Para nossa família, que é de Juara, é um orgulho ver essa cidade sempre em destaque. Além disso, trata-se de um concurso que incentiva o jovem a ler e escrever, além de promover uma discussão de um tema tão importante dentro do ambiente escolar, mostrando a essas crianças e adolescentes a importância da adoção, da família, de ter um lar”.

A presidente da Ampara, Lindacir Rocha Bernadon, fez uma avaliação sobre as redações que concorreram no concurso. Para ela, as reflexões feitas pelos alunos mostram que eles questionaram situações extremamente importantes para a adoção. “Lutamos por uma nova geração sem preconceito e os trabalhos que vocês mandaram mostra como vocês alunos estão ligados e atentos a este problema”, ponderou.

Já a promotora de Justiça da Infância e Juventude da Comarca de Cuiabá e membro da Comissão Estadual Judiciária de Adoção, Sasenazy Rocha Soares Daufenbach, afirmou que os jovens participantes são formadores de opinião de amanhã e estão se preparando para serem inseridos na sociedade. “Estamos na luta para que as políticas públicas sejam implantadas e que venham dias melhores. A Janaína Riva, peço que leve o agradecimento do Ministério Público para o deputado José Riva e Janete porque têm sido parceiros nessa causa”, finalizou a promotora.

CONCURSO – Além de Stefane, também foi premiada a estudante Natália de Borges, do Colégio Master Júnior, ganhadora de uma máquina fotográfica. Cursando o oitavo ano no Colégio Salesiano Santo Antônio, Júlia Carolina Paezi recebeu uma televisão como prêmio. E por fim, estudando o nono ano, Lorena Moraes do Colégio Cooperar ganhou um netbook.

Neste ano, inscreveram redações no concurso alunos das escolas Salesiano Santo Antônio; Escola Presbiteriana de Cuiabá; Cooperar; Escola Evangélica Elchaday, Centro Educacional Maria Auxiliadora, Iara Maria Minotto Gomes, de Juara; Escola Estadual Senador Azeredo; Colégio Master Júnior; Escola Estadual São Geraldo, de Porto Esperidião; Escola Estadual Nilza de Oliveira Pepino, de Sinop; e Escola Estadual Inácio Scherviski Filho, de Sorriso.

quinta-feira, maio 24


Brasil tem maior taxa de reprovação no ensino médio desde 1999


Brasil tem maior taxa de reprovação no ensino médio desde 1999

No mesmo ano, a reprovação no ensino fundamental foi de 9,6%


Em 2011, 13,1% de todos os estudantes matriculados em algum ano do ensino médio estavam repetindo a mesma série feita em 2010. A taxa de reprovação no ensino médio, incluindo tanto a rede pública quanto as escolas particulares, foi divulgada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) na tarde de segunda-feira (14) em seu site, com base nas informações do Censo Escolar 2011.

sexta-feira, maio 18

COORDENADORIA DE FORMAÇÃO EM TECNOLOGIA EDUCACIONAL DO MT: Estratégias para Gerenciar o Blog da Escola

COORDENADORIA DE FORMAÇÃO EM TECNOLOGIA EDUCACIONAL DO MT: Estratégias para Gerenciar o Blog da Escola: O 2º Encontro da Formação Continuada Edição e Publicação: divulgando as ações pedagógicas, promovido pelo CEFAPRO de Sinop, resultou em um...

Professores, importante dica de como Gerenciar o Blog da Escola e do Cefapro!!

VAMOS APROVEITAR!!!
Rosana

quinta-feira, março 29

PDE INTERATIVO





Nos dias 28 e 29 de Março, houve capacitação dos gestores do Vale do Arinos para trabalhar com a ferramenta PDE INTERATIVO.
Na ocasião a técnica da SEDUC/MT, Marcia Araújo, fez vários apontamentos sobre o trabalho do Gestor, desenvolvendo uma dinâmica de valorização e chamada à responsabilidade desse grupo dentro da escola.
Na continuidade das ações, acessamos no sistema o PDE de algumas escolas e muitas dúvidas foram esclarecidas.
Pontuo algumas falas importantes nesse momento:

  1. Necessário realizar a avaliação do instrumento PDE on line,
  2. Identificação da escola
  3. Ver o nome do gestor atual
  4. Fazer o primeiro passo e o segundo passo
  5. Montar a equipe que vai trabalhar
  6. Fazer a ata para que se formalize esse passo
  7. Passo 3
  8. Fazer o diagnóstico
  9. Responder o item 4.1 que fala sobre a direção da escola (responder)
  10. Responder o item 5.2 que fala sobre os docentes
  11. Ir para o Plano Geral – Plano de Formação – responder todas as perguntas
  12. Se apenas uma ficar sem responder não pode ser enviada as secretarias
  13. Senhas bloqueadas – ligar para gestão, falar com a Márcia
  14. Para mudar nome de diretor, tem que passar nome, e-mail do diretor atual para a Marcia – para as escolas estaduais
  15. Ver as ações que implementam as questões de ensino aprendizagem
  16. 15% do repasse pode ser gasto com capacitação, do valor do custeio, em cada parcela.
  17. 1º desafio
  18. Não inserir muitos desafios, pois não pode atacar muitas áreas ao mesmo tempo.
  19. Plano de formação até 30 de abril
  20. Não precisa construir todo diagnóstico
  21. Plano Geral – Plano de Formação
  22. PPP tem que estar pronto até a vinda da segunda parcela
  23. No GPO – plano de ação, tem que estar inserido, até julho, para prestar conta 1º semestre.
  24. Plano de ação anual
  25. Instrução normativa anual – 16 reais por alunos.
  26. Opção para gasto - % para custeio e % para capital.
  27. A 1ª parcela foi em cima do número de alunos de 2011, mas a 2ª parcela será com base no Sigeduca 2012.
  28. Não aconselho 60% para custeio, porque há mais gastos de custeio
  29. O cálculo da 2ª até a quarta: número de alunos X 16,00; tirando 30% para capital e 70% para custeio.
  30. Na 3ª parcela acrescenta 8,00 por aluno, para manutenção.
  31. Plano de ação global –
  • quanto gasta de limpeza no ano
  • material pedagógico
  • contratação de pessoa jurídica – que faz pequenos reparos
Alguns problemas relacionados a prestação de contas foram esclarecidos e muitas orientações fortaleceram e deram base para ações da gestão junto às escolas. Foi um momento muito importante para significação de ações transparentes que desencadeiam marcas de qualidade social na educação - burocracia que resulta em melhorias nas unidades escolares!

Professora Formadora: Ana Paula Pereira da Silva



terça-feira, março 13

Projeto Meio Ambiente E.E.Luiza Nunes Bezerra

A Professora Eleni Jung Damasceno, da Escola Luiza Nunes Bezerra,  de Juara-MT, há anos se preocupa com o meio ambiente, principalmente com a questão do consumo e do descarte de alguns materiais que poderiam ser reutilizados. A professora desenvolve um projeto com seus alunos, iniciado em anos anteriores, e alguns colegas se tornaram adeptos, em razão da abordagem  interdisciplinar que integra conceitos de diferentes áreas do conhecimento, além da conscientização acerca da Redução, Reutilização e Reciclagem.
Toda temática trabalhada em sala de aula é traduzida  em  quadros, verdadeiras obras de arte, resultantes do aproveitamento consciente e criativo de materiais que iriam para o lixo. Com esse trabalho de confecção, a professora, além de propiciar formas de aquisição de conhecimento dos conceitos curriculares correspondentes ao momento da escolarização de cada envolvido, vem descobrindo talentos na escola. Alguns alunos, que antes de participarem do projeto não conseguiam desenvolver algumas capacidades como a concentração, a coordenação motora, a higiene e o cuidado com seus objetos pessoais, destacam-se no processo de confecção das obras. Para  algumas crianças, o trabalho, que ocore no contraturno, funciona como terapia, sendo um momento de externalização refinada de alguns saberes alinhados ao universo artístico. 
Neste ano de 2012, o projeto terá continuidade e algumas ações diferentes serão agregadas a ele, como uma exposição de "Ideias Sustentáveis", na qual o visitante terá contato com dicas de economia doméstica, obras feitas com de materiais alternativos (que iriam para o lixo),confecção de bolsas retornáveis para compras no supermercado. A exposição acontecerá dia 24 de maio, na quadra da escola, nos periodos matutino e vespertino.



sexta-feira, fevereiro 24

Equipe do Cefapro organizou encaminhamentos para o Projeto Sala de Educador/2012



Todos os anos as escolas mantêm uma dinâmica de estudos, via Sala de Educador, observando critérios estabelecidos no Orientativo do Projeto do ano em questão. Nesse processo de elaboração do projeto e de estudos permanentes, as unidades contam com a colaboração do professor de referência, vinculado ao Cefapro.

Para auxiliar na escrita, organização, execução e finalização dos projetos - Sala de Educador - das escolas do polo de Juara, a equipe do Cefapro organizou, coletivamente, um documento contendo alguns encaminhamentos, pautados no Parecer Orientativo para o ano 2012 – SEDUC/SUFP. O principal objetivo é colaborar com os gestores na organização de seus projetos, incluindo nestes questões particulares das unidades, no sentido de fortalecer a escola como lócus de formação.


Depois de muitas discussões e reflexões, observando contribuições de cada membro da equipe, alguns encaminhamentos foram delineados e o documento finalizado. Cada professor formador comprometeu-se a enviar o documento orientativo às escolas de sua responsabilidade, colocando-se, inclusive, à disposição para auxiliar os profissionais em suas questões específicas.


quarta-feira, fevereiro 22

Início oficial das atividades no Cefapro de Juara


A Portaria Nº 441/11/GS/SEDUC/MT - sobre gozo de férias  para servidores que integram o quadro de pessoal da Secretaria de Estado de Educação – SEDUC, exercício 2011/2012 – estabelecia, no Artigo 1º, que o usufruto de férias referente a 2011/2012 fosse no período de 26/12/2011 a 24/01/2012. Os profissionais do Cefapro, conforme disposto no Artigo 8º, também entraram nessa escala de férias.
Com a data de retorno às atividades prevista para o dia 25/01, momento em que as escolas se preparavam  para a Semana Pedagógica,  os professores formadores do Centro acompanharam, nesse período, as unidades de ensino, assessorando as equipes gestoras na preparação dos momentos de estudos e planejamentos, que antecederam as aulas.
Em razão disso, a reunião oficial de abertura das atividades do Centro ocorreu no dia 06/02 – segunda-feira - oportunidade em que os profissionais contaram com algumas homenagens e lembranças simbólicas para fortalecer laços humanos e reunir energia para os desafios de 2012.


terça-feira, fevereiro 7

No dia 26 de janeiro, um dia após o retorno da equipe do Cefapro ao trabalho, os profissionais do Centro (diretora e professores formadores) e assessores pedagógicos do município de Juara estiveram reunidos para compartilhamento de orientações sobre a Semana Pedagógica das escolas, observando as orientações da Seduc para o momento de estudos, planejamentos e reelaboração documentos norteadores das ações de cada Unidade escolar. 
Na oportunidade, os assessores explicitaram os encaminhamentos recebidos do órgão gestor para a Semana Pedagógica das escolas e socializaram os materiais encaminhados às Unidades para orientar os coordenadores pedagógicos e diretores na organização dos trabalhos que antecedem as aulas.
A reunião de trabalho foi significativa, porque é uma forma de integrar o trabalho das duas instituições, no sentido de fortalecer a educação local.



Algumas orientações sobre a Semana Pedagógica foram disponibilizadas no site da Seduc no início de janeiro/2012: 
http://www.seduc.mt.gov.br/conteudo.php?sid=20&cid=11974&parent=0